A pesquisa de linguagem denominada “fotodança” é realizada por Luciana Bortoletto e Gil Grossi desde 2000, e resultou em diversos trabalhos, citados abaixo. Juntos, Investigam a fusão das linguagens fotográfica, teatro-dança, improvisação e dança contemporânea e fizeram sua formação/pesquisa artística no Estúdio Nova Dança por mais de oito anos.

Gil Grossi e Luciana Bortoletto pesquisam no corpo essencialmente maneiras de construir relações em dança que evidenciem as diferenças físicas e de movimentos dos criadores-intérpretes, tornando-as mote para a cena. Todos os trabalhos foram criados pela dupla, priorizando a relação entre foto e dança, e desfrutando dos contrastes físicos que existem entre os artistas.

A dança aproxima-se do cotidiano, com gestos comuns a todas as pessoas, mas ao mesmo tempo expõe as singularidades corporais de cada performer. A abordagem técnica corporal propõe o movimento com profundo conhecimento da anatomia e o treinamento se dá com a união mente e corpo, através das técnicas de educação somática: Ideokinesis e Coordenação Motora - método de M.M. Béziers aplicadas ao teatro-dança, clown, improvisação, dança contemporânea e performance.